Perguntas Frequentes

ENGENHARIA

O que é BIM?


Como o nome já sugere, a metodologia BIM introduz informação aos projetos de engenharia - e acredite, é muito mais do que a representação 3D de objetos. Isso se dá pela criação de parâmetros, como a volumetria do objeto, seu material de composição, seu custo unitário, fornecedor, código de catálogo, entre outros. A metodologia BIM pode dinamizar todas as etapas de um ciclo de vida de empreendimento - desde seu estudo de viabilidade técnica e econômica até sua operação, desmonte e descarte de materiais. Por isto, é importante ter um plano de diretrizes e objetivos pretendidos com a implementação BIM antes de se iniciar esta transformação. O Brasil possui uma estratégia nacional de implementação BIM para projetos federais e estaduais que introduz a metodologia de maneira gradativa ao setor. Atualmente (2021), nos encontramos no início do primeiro estágio, onde o BIM deverá ser utilizado no desenvolvimento de projetos e estudo de viabilidade. Com o decorrer dos anos, teremos mais dois grandes marcos: Utilização do BIM na etapa de construção e finalmente, por volta de 2030 na etapa de operação. A implementação BIM pode ser feita em empresas de projeto, empreiteiras, gestoras, construtoras e empresas que prestam consultoria em planejamento e gestão de obras.




O que é geoprocessamento?


É uma metodologia de geração e manuseio de dados georreferenciados ( locados através de sistema de coordenadas) para desenvolvimento de projetos, estudos de áreas e monitoramento contínuo. Ao comparar imagens do mesmo local realizadas ao decorrer de um certo período, podemos mensurar as mudanças ocorridas, sejam elas naturais ou de origem humana. As aplicações do geoprocessamento são extensas e têm alto valor agregado nos setores de engenharia civil, infraestrutura, monitoramento ambiental, energias renováveis, operações de movimentação de terras, corte e aterro. O geoprocessamento cria uma base virtual do local de interesse através da combinação de levantamento topográfico, imagens de satélite, imagens aéreas, processamento de dados e modelagem em softwares de engenharia.




O que é aerofotogrametria?


A técnica de aerofotogrametria consiste na captação de imagens sequenciais com veículos aéreos, como balões, aviões, drones e helicopteros. A posterior transformação das imagens em objetos e modelos 3D se dá pelo conceito da estéreoscopia - o mesmo pelo qual nos faz, através de 02 olhos, criar a noção de profundidade em nossa visão. A solução pode ser utilizada na geração de bases para projetos, acompanhamento de avanço físico de obra, medição de volumetria em operações de movimentação de terra, mineração e obras de infraestrutura. A aerofotogrametria também pode ser uma grande aliada na preservação do património histórico-cultural, pois é capaz de captar e reproduzir os detalhes feitos a mão que não possuem nenhum tipo de projeto ou desenho demonstrativo.




O que é as-built?


As-built (ou Conforme Construido) é a etapa de fechamento do projeto, onde se cataloga através de fotos, dados 3d ou revisões de projeto, o resultado final a ser entregue para o cliente. A etapa é muitas vezes negligenciada, impactando em eventuais não-conformidades entre a documentação entregue e o resultado final da obra, além de reduzir o embasamento legal que ambos - cliente e construtora/projetista - tem para fazer questionamentos e exigências. Um as-built fotográfico atesta a qualidade, o arranjo e o estado de entrega do projeto, enquanto um as-built modelado introduz dados espaciais, como alterações de trajeto, modificações em canaletas de drenagem, caimento e outros aspectos que possam vir a ser executados de maneira diferente do originalmente planejado.